19 12, 2022

MISTÉRIO DE INÉDITA TERNURA!

Mistério de Natal…! Segredo de infinita ternura…!: No silêncio da noite e da incompreensão, sob as notas vibrantes do Espírito Santo, e no rasgão da maternidade de Maria, num presépio se disse a nós o Amor…!! Silêncio, alma querida…! Respeito e veneração! Adora…! Com os Anjos de Deus, responde em amor…! Porque Deus, feito Menino, de um momento a outro vai romper em pranto pela primeira vez na terra numa dilaceração de solidão e incompreensão…

11 11, 2022

O CAMINHO DA VIDA

Todos corremos com uma mesma velocidade, ainda que nem todos chegaremos a um mesmo termo, apesar de que o termo que Deus quis para todos é o mesmo; mas não o podem conseguir senão aqueles que, vivendo do sobrenatural mediante a vida da graça e sob o ímpeto do Espírito Santo, têm asas, e asas de águias reais, que os fazem capazes de franquear o insondável Abismo que existe entre a Vida e a morte, entre a terra e o Céu.

10 09, 2022

PROMESSA CUMPRIDA DE DEUS AO HOMEM NA NOVA E CELESTIAL JERUSALÉM

A Filha de Sião aparece jogada, como Cristo em Getsêmani, mas não por isso fracassada nem afundada, não! O Pai a sustenta com o poderio do seu braço, porque a sua real Cabeça é seu Filho muito amado em quem tem postas todas as suas complacências.

29 07, 2022

DORMIU A SENHORA EM ASSUNÇÃO TRIUNFANTE E GLORIOSA PARA A ETERNIDADE

Silêncio…! Silêncio…! Silêncio…!, que a Senhora sente que toda a sua alma acende-se suave e pacificamente nocalor saboroso, misterioso e infinitamente inalterável do beijo divino da Imutabilidade por essência num ato trinitário… E sem quase apercebê-lo…, sem dar-se conta…, sem notar nada…, a Senhora encontra-se, num abrir e fechar de olhos deleitável…, suave e silencioso…, diante daquele Deus que Ela contemplara e possuíra durante toda a sua vida; mas agora, realizado o grau de divinização determinado pelo mesmo Deus, é arrebatada e introduzida na câmara nupcial, para ter na Pátria o mesmo que tinha no desterro, mas em posse plena, gozosa e absoluta de Eternidade...

7 05, 2022

MARIA É UM PORTENTO DA GRAÇA

E assim como o Espírito Santo, ao beijá-la no arrulho do seu amor, na carícia da sua brisa, no abraço do seu poder e na fecundidade do seu Beijo, a fez amor do seu infinito amor, em participação da sua caridade em doação de Esposo, assim o Ver-bo, ao chamá-la: Mãe!, a fez tão Palavra, tanto!, que a Virgem, como expressão da realidade que era e que vivia pelo poder da graça que sobre Ela derramara-se, pôde chamar Deus: meu Fi-lho! Dando-se-lhe o Pai Eterno em tal plenitude de sabedoria e com tal vivência dos mistérios divinos, que, afundada no profun-do de Deus, intuía desbordantemente no que o Ser se é em si.

Go to Top